Mobilização da ACD paralisa votação do PLP 459/2017

Compartilhe:

Contra a pressão de governadores, partidos e mercado financeiro, voluntários da Auditoria Cidadã da Dívida conseguiram ao longo da semana (10, 11 e 12 de dezembro), impedir que deputados federais votassem o PLP 459/2017, que trata da legalização de um esquema de geração de dívida pública, mascarado de securitização de créditos podres.

Panfletos, vídeos, telefones e muita conversa com os parlamentares e lideranças barraram momentaneamente a aprovação desse esquema, que vem atropelando inclusive ritos habituais como debate e aprovação em comissões especializadas, afim de avaliar a constitucionalidade e o impacto financeiro dessa aprovação.

Parte dos parlamentares que acreditavam na falsa propaganda acerca das intenções de reforçar o caixa dos estados com a venda de créditos podres, passou a entender que se trata de um esquema sofisticado e ardiloso de endividamento público por meio de garantias públicas em negócios ilegais.

A luta precisa continuar! (Entenda mais sobre o projeto)

Mas o projeto ainda pode ser aprovado a qualquer momento, já que o presidente da Câmara dos Deputados, deputado Rodrigo Maia (DEM/RJ) tem convocado sucessivas sessões na tentativa de aprová-lo ainda este ano (2018).

A Auditoria Cidadã agradece imensamente a participação de todos e todas nessa luta e reforça a necessidade de seguirmos mobilizados e atentos para barrar mais um esquema de desvio de dinheiro público. Acompanhe a página da Auditoria Cidadã da Dívida e saiba mais sobre nosso trabalho e mobilizações.