TCU afirma que dívida não serviu para investimento no país

Compartilhe:

TCU mostra: ZERO da dívida pública foi para investimentos
“Nenhum investimento foi feito com emissão de Títulos Públicos”

Essa foi a declaração de representante do TCU em audiência pública, no Senado Federal, no dia 25 de junho, da qual também participou a coordenadora da Auditoria Cidadã da Dívida (https://bit.ly/2GdXRg8).
Essa importante declaração do TCU comprova a atuação do SISTEMA DA DÍVIDA, expressão criada por Maria Lucia Fattorelli para caracterizar a utilização do endividamento público às avessas, ou seja, em vez de funcionar como instrumento de financiamento de investimentos públicos, funciona como mecanismo de transferência de recursos públicos – principalmente para bancos.
A Auditoria Cidadã da Dívida tem denunciado esse uso indevido do endividamento público há anos, o que agora o próprio TCU corrobora!
Segundo o TCU, de 2000 a 2017 a dívida aumentou R$ 3 TRILHÕES devido somente à apropriação de juros, e, somente cerca de R$450 bilhões foram referentes a títulos emitidos diretamente para o BNDES, que destinou recursos inclusive para investimentos no exterior.